Prestando Contas – Pagamentos de Precatórios

Ao assumir a prefeitura em 2013, o prefeito Marcos Siqueira, herdou também dívida de precatórios, os quais são pagamentos aos credores mediante requisição pela via judicial. Os pagamentos contemplam processos de ações distintas de prefeitos que administraram o município entre os anos de 1993 a 2004, que somam o valor de R$ 614.371,00 (Seiscentos e quatorze mil e trezentos e setenta e um reais).

Conforme as ordens de pagamento são emitidas pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina, a prefeitura é obrigada a efetuar o pagamento. Até o momento a prefeitura de Monte Carlo teve que pagar um montante de R$ 17.053,76 (Dezessete mil cinqüenta e três reais e setenta e seis centavos).

Para o prefeito Marcos Siqueira, pagar dívidas de outro administrador acaba onerando os cofres públicos, que poderia usar o valor em outros investimentos, para o bem da população montecarlense. “A população nos cobra cada vez mais investimentos, por isso, tem que saber dessas situações que acabam atrapalhando o nosso modo de administrar e nossas intenções em investimentos”. Disse o prefeito.

Precatórios

Precatório é o instrumento pelo qual o Poder Judiciário requisita, à Fazenda Pública, o pagamento a que esta tenha sido condenada em processo judicial. Grosso modo, é o documento pelo qual o Presidente de Tribunal, por solicitação do Juiz da causa, determina o pagamento de dívida da União, de Estado, Distrito Federal ou do Município, por meio da inclusão do valor do débito no orçamento público.

Este edital possui conteúdo protegido pela LGPD, para obter acesso abra uma requisição aqui